Dúvidas sobre a Dengue? Saiba algumas formas de controle e prevenção da doença.



Hoje o Blog do Labsca vai falar um pouco mais sobre a DENGUE, que vem preocupando autoridades e moradores da nossa querida São Bento do Sul.

A dengue é uma doença causada por qualquer um dos sorotipos dos vírus dengue (No total são 4) e são transmitidos mediante a picada de fêmeas de mosquitos do gênero Aedes (Aegypti e Albopictus). A transmissão ocorre após o mosquito picar um indivíduo já infectado com o vírus da dengue, e transmitir, pela picada, o vírus ao indivíduo saudável.

A doença causada pelos vírus da dengue, na grande maioria dos casos, costuma ser benigna, manifestando-se inicialmente com febre (Temperatura de 39° a 40°C), acompanhada de cefaleia intensa (dor de cabeça), dor retro-ocular (dor atrás dos olhos), dores musculares e nas articulações, vômitos, anorexia e o surgimento de manchas vermelhas na pele, muitas vezes com coceira.

Na forma grave da doença os sintomas iniciais são semelhantes aos da dengue clássica, porém, evoluem rapidamente para manifestações hemorrágicas além de inclui dor abdominal intensa e contínua, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas.

Não há tratamento específico. A medicação é apenas sintomática, com analgésicos e antitérmicos (paracetamol e dipirona). O paciente deve permanecer em repouso e iniciar hidratação oral.

Embora existam estudos avançados para vacinas contra a dengue, atualmente nenhuma delas mostrou-se viável para a prevenção da doença. Portanto, o controle do vetor Aedes Aegypti é o principal método para a prevenção e controle para a dengue.

Deve-se reduzir a infestação de mosquitos por meio da eliminação de criadouros, sempre que possível, manter os reservatórios e qualquer local que possa acumular água totalmente cobertos com telas/capas/tampas, impedindo a postura de ovos do mosquito Aedes Aegypti. Medidas de proteção individual para evitar picadas de mosquitos devem ser adotadas por viajantes e residentes em áreas de transmissão. A proteção contra picadas de mosquito é necessária principalmente ao longo do dia, pois o Aedes Aegypti pica principalmente durante o dia.

O Laboratório Labsca realiza os exames sorológicos (pesquisa de anticorpos IgM e IgG) e detecção do vírus da dengue por meio da Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real (RT-qPCR). Uma das vantagens da RT-PCR é a detecção precoce do vírus.

#Dengue #Labsca #Saúde #Prevenção