Sífilis: saiba mais sobre a doença, suas causas e ciclos de sintomas


A Sífilis é uma doença causada por uma bactéria chamada Treponema pallidum. Sua transmissão pode ocorrer de duas formas principais: a primeira é por meio de relação sexual desprotegida e a segunda durante a gestação ou no parto, da mãe para o filho.

A Sífilis é uma doença que apresenta três ciclos de sintomas. No primeiro ciclo, é chamada de Sífilis primária e os sintomas que surgem são feridas indolores na boca, na região genital e anal. Estas feridas desaparecem num período de 4 a 6 semanas, mesmo sem tratamento.

Após este período, a doença entra em estado de latência que pode variar de pessoa para pessoa. Quando a doença se manifestar novamente, ela entrará no estágio de Sífilis secundária. Nesta etapa os sintomas já não são locais, mas atingem o corpo todo. Pode surgir vermelhidão na pele, gânglios aumentados nas axilas e pescoço, febre, dor de garganta, aumento do fígado e do baço.

Como os sintomas são semelhantes a diversas outras doenças, sem o diagnóstico adequado, ela pode entrar em latência novamente.

Na Sífilis terciária, os sintomas neurológicos (e mais perigosos) surgem, como meningite, AVC, perda de coordenação, cegueira, entre outros.

A Sífilis Congênita (transmitida da mãe para o filho) pode ser transmitida ao feto principalmente no primeiro e terceiro trimestre da gestação. Por isso é tão importante que a mãe realize o exame nestes dois momentos.

As complicações da Sífilis Congênita começam já na gestação, como aborto espontâneo, parto prematuro e complicações no desenvolvimento do feto. No bebê, ela pode causar desde a má formação até surdez e cegueira, além de alterações ósseas, deficiência mental e/ou morte ao nascer.

A Sífilis pode ser prevenida e tem tratamento gratuito. Proteja-se e, em caso de sintomas, procure um médico e faça seus exames.