Suplementos Alimentares e os Riscos à Saúde


Suplementos alimentares, como o próprio nome já diz, tem a função de suplementar (completar) uma dieta. Ela deve fornecer os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, sendo que estes não são consumidos de forma suficiente na alimentação diária. Os suplementos também podem ser utilizados para meios específicos, como o ganho de massa muscular, por exemplo.


Infelizmente o consumo de suplementos sem acompanhamento nutricional e/ou médico, pode, ao invés de nutrir, prejudicar a saúde causando sobrecarga, principalmente dos rins e fígado.


Os rins são responsáveis por eliminar, através da urina, toda substância nociva ou em excesso no nosso corpo, mas se estas substâncias estão em grande quantidade, podem gerar acúmulo, causando alguns problemas, como:


- Cálculos renais: normalmente causados pelo uso excessivo de suplementos solúveis em água, como os minerais, especialmente o cálcio e fosfato.

- Intoxicações: suplementos vitamínicos são tomados de forma exagerada, pois as pessoas acreditam que o excesso será totalmente eliminado do organismo. Ao contrário de proteínas e carboidratos, o excedente de uma vitamina pode ocasionar a necessidade de consumo de outra e esse desequilíbrio leva a uma intoxicação renal. As intoxicações inibem o funcionamento dos rins e podem provocar insuficiência renal.

- Insuficiência renal: Uma ingestão excessiva de suplementos proteicos obriga os rins a trabalharem mais, levando a um quadro de insuficiência parcial e até mesmo total, a longo prazo.

Para evitar problemas renais faça uso de suplementos com acompanhamento de um nutricionista e/ou de um médico, e faça exames de creatinina e uréia com frequência para controle da função renal.